Na chegada ao local da travessia passo por momentos de ANSIEDADE e NERVOSISMO…
Será que vou conseguir TERMINAR a PROVA?
Será que vou conseguir não me AFOGAR?
Será que não vou morrer CONGELADA?
E a principal: O que eu estou fazendo aqui?
E assim começa a realização de um SONHO!

 

iniciotravessiacapivari
Os piores momentos da TRAVESSIA são os primeiros 5 minutos onde você leva ‘mãozadas’ e ‘pézadas‘…

Eu fiz o erro de largar lá na frente e tive que parar e esperar as pessoas passarem para depois eu ir tranquila… Bem, ao parar de nadar para esperar as pessoas passarem eu perdi completamente o ritmo e fiz muita força para ficar parada  nadando o tal “cachorrinho”. Frequência cardíaca começou a subir, o desespero começou a bater… Nesses primeiros 5 minutos nadei crowl, peito e até costas! Respiração? R2, R3, R5, Respiração frontal, e até sem respirar eu fiquei!
Mas como eu sou louca, mas nem tanto… chamei o Professor  Charles Strelow para me acompanhar durante a travessia. Quando ele viu a quantidade de besteiras que eu estava tentando fazer na água ele deu um berro: “Continue nadando, não pára! Se você ficar parando vai cansar mais ainda!”  Mas eu não estava cansada, estava nervosa! É quase igual, mas é diferente! Ok, mas eu entendi o recado fui!

Lembrei do que havia prometido para mim mesma antes da travessia “Ficarei calma, nadarei devagar e não entrarei em pânico durante a travessia!”. Mas o caminho entre a largada e a primeira bóia foi longo. Passamos por um lugar que ‘dava pé’ e é óbvio que eu parei de nadar e dei 4 passos. Foi o máximo que consegui até o Charles Strelow dar outro berro: “Continue nadando!” Bem, afinal eu vim aqui pra isso né? Essa foi a última vez que eu ouvi a voz dele durante a travessia!

Me concentrei na R2 e fui. Em poucos minutos eu estava contornando a primeira bóia. Da primeira para a segunda bóia a única coisa que me incomodava era o barulhinho da minha respiração fazendo bolhas quando abaixava a cabeça. Ao passa a segunda bóia a queridíssima Lidia Mirta Cabrera estava lá de nadadeiras me aguardando para nadar comigo até a chegada! O Charles nadando de um lado, a Lídia nadando de outro… me senti super importante!!! O trecho final passou super rapidinho, todo mundo gritando para eu acelerar, para eu não desistir…  e nem acreditei quando eu estava passando pelo pórtico de chegada! Meu namorado Ricardo Torres  estava lá me aguardando e super feliz com o meu tempo!

Mas enfim, após duas tentativas de abandonar a prova, alguns berros do Charles Strelow  e ajuda da Lidia Mirta Cabrera eu CONSEGUI completar a prova!

A chegada, os aplausos, o carinho dos amigos… tudo isso foi muito importante para mim! 

Com certeza vou querer continuar com essa brincadeira e cada vez melhorando a técnica, aumentando a distância, a intensidade e assim por diante!

chegadatravessiacapivari
A estimativa era de completar em 30 minutos, visto que eu havia treinado apenas 2 meses de natação em 2012… mas para a minha surpresa eu consegui terminar em 22 minutos, sendo a 6ª mulher a sair da represa, rs…

travessiacapivari

Agradeço sinceramente a todos que de alguma forma me ajudaram a superar este meu primeiro DESAFIO!

Ricardo Torres Charles Strelow Daiane Becker  Eduardo Bilek Marcelo Cardim  Lidia Mirta Cabrera Dione D’Agostini Chillemi  Lifex Institute  Kemelly Marcela Freitas Nunes  Dafnny Lopes

Mestre em Fisiologia da Performance (UFPR). Especialista em Atividade Física e Saúde (UFPR). Personal Trainer em academias e condomínios. Personal Coach do Lifex Institute Curitiba. Cursos de certificação internacional: Resistance Training Specialist. Professora de Cursos de Pós-Graduação. Diretora técnica do Exercite-se.com.

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

Deixe seu comentario