Crianças cuja alimentação foi enriquecida com ácidos graxos poli-insaturados de cadeia longa (LCPUFA) do nascimento até os 12 meses de idade, alcançaram pontuações mais altas em vários testes de inteligência. Um estudo sobre isso foi apresentado por cientistas norte-americanos no “American Journal of Clinical Nutrition“.

Pesquisadores da Universidade do Kansas conduziram o estudo randomizado e duplo-cego em que 81 bebês foram alimentados com quatro formulações de leite em pó desde o nascimento até os 12 meses de idade. Três delas incluíram graus variados de dois LCPUFAs adicionais (DHA e ARA) e uma não continha nenhum ácido graxo insaturado adicional. A partir dos 18 meses, as crianças foram submetidas a testes cognitivos específicos padronizados para a idade – a cada seis meses, até os seis anos de idade.

kids_intelligent

Aos 18 meses, não foi detectada nenhuma diferença entre as crianças, mas aos três anos, aquelas alimentadas com leite enriquecido alcançaram pontuações mais altas nos testes laboratoriais mais sutis de aferição da função cognitiva: eles revelaram desenvolvimento acelerado em tarefas detalhadas que envolviam, entre outras coisas, o aprendizado de regras. Eles também se saíram melhor nos testes de vocabulário e pré-escolares aos 5 e 6 anos de idade.

Fonte: American Journal of Clinical Nutrition
http://ajcn.nutrition.org/

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

Deixe seu comentario