Tem sentido dores enquanto pedala? Sabe o porquê disso?           

Exercícios de baixa intensidade e longa duração são os mais indicados para

pessoas que buscam melhorar o condicionamento físico e a melhora da qualidade de vida. Isso faz com que o número de adeptos a esportes como o ciclismo, seja ele indoor (spinning, por exemplo) ou na rua, aumente a cada ano. Isso faz com que o ciclismo seja um dos esportes mais tradicionais no mundo, tanto em relação a número de ciclistas e triatletas profissionais como praticantes em geral. Além do caráter competitivo, o ciclismo tem se tornado uma forma de lazer bem como um excelente meio de locomoção (Rowe, Hull e Wang, 1998; Burke, 2000; Carmo, 2001).

As atividades esportivas tem características que permitem sua diferenciação em cíclicas, acíclicas ou semicíclicas (combinação de cíclicas/acíclicas). Esportes ou modalidades cíclicas são caracterizadas pela repetição contínua e prolongada de determinado gesto esportivo, como é o caso do ciclismo, natação, remo entre outras.

Durante 1 hora de prática esportiva, o ciclista pode ultrapassar 5 mil

pedaladas. Se associado a essa enorme quantidade de revoluções do pedal, o ciclista apresentar um ajuste inadequado dos componentes da bicicleta, desequilíbrio muscular ou erro no treinamento, a possibilidade de desencadear dor ou desconforto ou até mesmo lesão, se torna muito grande. Segundo a literatura científica, as regiões anatômicas com maior incidência de dor são: coluna lombar (30 a 60%), coluna cervical (9 a 49%) , períneo (9 a 42%), joelho (21 a 65%), mãos (10 a 40%) e pés (7 a 24%) (Ayala, T – studiobikefit.)

Em um período de clara consolidação no setor do fitness, o ciclismo indoor demonstra estar a cada dia mais vivo (Kang, J. Et al. 2005; Mello, D.B, 2004), assim como a prática de exercício físico com a bicicleta de passeio, se faz necessário tomar medidas a fim de evitar ou solucionar problemas como o desconforto sobre a bicicleta. Primeiramente, o praticante de exercício físico deve procurar uma orientação personalizada para que os ajustes da bike (estrada – mountain bike – spinning) sejam feitos de acordo com a sua composição corporal, também devendo ser levado em conta a individualidade de cada um (mobilidade, encurtamentos e desequilíbrios musculares).

Portanto, antes de iniciar o seu treino, solicite a consultoria de um profissional da área para  que você possa ter o máximo de proveito da atividade sem a ocorrência de dores e/ou lesões.

Bons treinos!!

Professor de Educação Física formado pela Universidade Federal do Paraná,
Pós-Graduado em Fisiologia do Exercício (UFPR). Preparador físico da equipe Bi-Campeã do Ranking Nacional de Ciclismo de Pista. Medalhista Brasileiro em Ciclismo de Estrada (2007) e de Pista (2009-2010-2011).
Personal trainer e Personal bike.

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

One Response


  1. muito bom obrigado por existirem.


Deixe seu comentario