Esse foi um texto que fizemos na aula da pós graduação de Fisiologia do Exercício, um resumo da aula sobre câncer. Para quem não conhece muito, está um resumo de quase tudo sobre essa doença.

O câncer e a divisão celular com alteração em uma das células, a célula alterada se dividira assim proliferando a alteração celular.

O tumor pode aparecer de forma vascularizada ou não onde corre risco de rompimento ou não e assim pode transportar as células modificas para a corrente sanguínea causando metástase por diversas partes do corpo. A massa não vascularizada ou encapsulada pode sofrer um crescimento rápido levando o individuo ao óbito rapidamente, ele não sofre metástase e pode ser caracterizado como benigno.

As células cancerígenas ou tumorais, diferente das “células normais”, ela não param de fazer divisão quando encontram um ponto de contato e acabam invadindo o tecido alheio.

O câncer possui algumas formas mais comuns de tratamento como a quimioterapia, a radioterapia, imunoterapia, antiangiogenese, entre outros.

A incidência do câncer é de 5% a 10% de fatores genéticos e de 90 a 95% de fatores ambientais, hábitos de vida, dentre outros. Dentre esses fatores ambientais 25% dos casos estão associados ao sobrepeso e ao sedentarismo, dessa forma, a questão de uma alimentação saudável hábitos de vida saudáveis e a pratica de exercício físico irão beneficiar no tratamento da doença, claramente isso não se tornará motivo de cura, mas fará com que a expectativa de sobrevida do paciente seja maior.

Através da atividade física ocorre o aumento da proteína p53 que faz a apoptose, fazendo com que ocorra a morte celular, os sintomas são mais atenuados aumentando a quantia de radicais livres; em testes laboratoriais foi comprovado que o exercício físico pode reduzir em ate 50% o crescimento da massa tumoral .

Outro efeito benéfico do exercício é a diminuição dos sintomas relacionados a caquexia, ela irá atuar diretamente contra a hipoglicemia, a hiperlactatemia, hipertriacilglicerolemia e a perda de peso mas o individuo não se beneficiará desses efeitos caso ele seja uma pessoa sedentária que iniciou atividade física, mas uma pessoa que já vinha praticando.

A alimentação mais saudável, com pouca gordura saturada e com uma boa suplementação de w3, ajudara no combate as células cancerígenas e no crescimento da massa tumoral (cécula cancerígena).

Com isso é possível concluir que o individuo que pratica atividade física e possui hábitos saudáveis também está propenso a ter câncer como qualquer outra pessoa, a diferença é que ele terá uma possibilidade menor de se adquirir a doença e também terá uma qualidade de vida melhor durante o período de tratamento e uma sobrevida maior que uma pessoa solitária.

Ana Carolina da Cruz
Eduardo Skalski Bilek
Laila Leticia Hobi Strle

Veja onde mais você pode nos encontrar:

Especialista em Fisiologia do Exercício pela PUC-PR. Professor de musculação e personal trainer. Avaliador físico há 6 anos. Praticante de Corridas de Rua e Triathlon.

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

Deixe seu comentario