maio 13, 2012

Blogueiro da mamãe

Categoria: Depoimentos

Tags:


Minha mãe tinha métodos nada ortodoxos para cuidar de crianças e acho que por isso nunca chegamos a ter um relacionamento de propaganda de margarina.

Para aprimorar o meu paladar uma das minhas primeiras mamadeiras foi de caldo de peixe, espero que algum nutricionista me explique se esse tipo de alimentação é próprio para bebê.

Mamãe preparou um banho demorado, enquanto isso o caldo era fervido na panela, tão fervido que o cheiro pairou por toda a casa. Ela colocou a melhor roupa e me colocou em seus braços. Fez carinho e falou aquele dialeto que só a mãe acredita que bebê entende para fazê-lo sorrir, exato aquele do “bilutetéia”. Colocou a mamadeira em minha boca e em questão de instantes aquele caldo voltou no rosto de minha mãe, encharcando-a  inteira.  Acredito que esse caldo foi determinante para o meu trauma de frutos do mar, superado há pouco tempo.

A preocupação com saúde era um ponto forte de mamãe. Eu tinha tudo que é tipo de doença no “mundo de mãe”.

Era exame de urina, sangue, fezes, vitaminas, tudo isso para explicar a minha, para minha mãe, monstruosa magreza. Tudo era possível, menos o fato de fazer atividade física todos os dias e intensamente

Discutimos muito,  apanhei muito, a intolerância partia de ambos os lados, eu não era santo, mas tudo isso, de um modo estranho e que não faria igual, formou meu caráter e a pessoa que sou.

Mamãe, te amo e muito obrigado, ainda vou bater um papo mais tranqüilo com café amargo com a senhora.

Essa é homenagem minha e do EXERCITE-SE.COM a todas as mamães que são atletas do dia a dia, pois agacham, correm, levantam peso pelos seus filhotes. FELIZ DIAS DAS MÃES. 

Professor especialista em Treinamento individual e Qualidade de Vida pela PUC-PR, Personal trainer e corredor nas horas vagas. Professor em Musculação e avaliador físico em Curitiba.

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

Deixe seu comentario