Por Marcia Janchuki – Nutricionista

Quando se fala de doenças reumáticas, a primeira imagem que nos vem à cabeça é que isso não passa de doença de velho com dores nas articulações. O reumatismo é um conjunto de mais de 100 doenças diferentes e com sintomas parecidos, como dor e inchaço das juntas, e que se desenvolvem de maneira diferente.

A grande maioria acomete crianças, jovens e adultos e principalmente as mulheres. As principais doenças reumáticas são: Artrite reumatóide, Osteoartrite, Osteoporose, Doença periarticular, Raquialgias, Fibromialgia, Espondiloartropatias, Doenças reumáticas sistêmicas, Artrites idiopáticas juvenis.

Sabemos que a alimentação saudável é muito importante para todas as pessoas, mas no caso de pacientes reumáticos, é um importante instrumento para a conquista de uma melhor qualidade de vida.

Quais as orientações nutricionais a seguir nas doenças reumáticas:

  • Coma moderadamente e tome cuidado com as calorias!

Obesidade e doenças reumáticas não combinam, este quadro pode sobrecarregar suas articulações.

  • Coma alimentos ricos em ácidos graxos ômega 3 e 9, esses nutrientes tem propriedades protetoras do sistema cardiovascular e também são antiinflamatórios. Esses ácidos podem ser encontrados na sardinha, atum, salmão, arenque, azeite, abacate, aveia, linhaça, castanha do Pará, nozes, avelã.
  • Não consuma alimentos fontes de ômega 6, esse tipo de  gordura desempenha um papel agravante do estado inflamatório podendo causar um destruição progressiva da cartilagem e do osso, principalmente na Artrite Reumatóide.

Essa gordura é encontrada no óleo de milho, de girassol, de algodão, de açafrão e na semente de papoula.

  • As vitaminas A, E, Zinco e Selênio são nutrientes antioxidantes e atuam no sistema imune, protegendo o organismo contra infecções e reduzirem a atividade inflamatória. Estão presentes nos alimentos citados acima e também no leite, carnes e ovos.
  • Consuma alimentos de todos os grupos alimentares para obter maior quantidade possível de vitaminas, minerais e antioxidantes. Eles fortalecerão seu sistema imunológico.
  • Quem faz uso de corticóides deve aumentar a ingestão de fontes de cálcio: leite e iogurtes desnatados, ricota, queijo fresco, cottage, queijo de soja (tofu) e vegetais verdes escuros.
  • Ingira bastante fibras: verduras, legumes, frutas e cereais integrais ( aveia, farelos, linhaça, granola, pães e biscoitos integrais).
  • Evite alimentos gordurosos, que podem elevar o colesterol e triglicerídios tipo: frituras, maionese, fast foods, carnes gordas, pele de frango, camarão, miúdos, bacon, lingüiça, salsicha, presunto, mortadela, salame, doces cremosos, queijos gordurosos, coco e sorvetes à base de leite.
  • Modere o consumo de carboidratos para não elevar o peso e glicemia: doces, arroz, massas, batata, mandioca, farinhas e pães.
  • Restrinja ao máximo a ingestão de refrigerantes e álcool.
  • Controle o consumo de sal e de alimentos ricos em sódio: enlatados, sopas prontas, tempero do macarrão instantâneo, temperos e caldos industrializados, salgados e salgadinhos de pacote, queijos ricos em sódio e embutidos.

Para conviver bem com esse tipo de doenças é importante:

  • Fazer exercícios físicos – Exercitar-se é a melhor forma de diminuir os efeitos das doenças reumáticas. Quanto menos você se movimenta, mais aumenta a dor e a rigidez nas articulações.

Os exercícios físicos são de extrema importância assim como a medicação apropriada, e devem obrigatoriamente fazer parte do tratamento dos pacientes reumáticos.

Alguns estudos revelam que a atividade física moderada e com supervisão de um profissional, pode reduzir as dores musculares e melhorar os movimentos do paciente.

Ao adotar um estilo de vida ativo, os pacientes costumam ter melhoras significativas em problemas como artrites, lúpus, fibromialgia, dores lombares entre outras, aumentando assim a capacidade cardiorespiratória, a força muscular e a mobilidade, além do potencial antiinflamatório.

Procure sempre a ajuda de um profissional Nutricionista e um Preparador Físico para maiores esclarecimentos.

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

Comments are closed.