As mudanças que acontecem durante a gestação são inúmeras: hormonais, emocionais e posturais.  Saber lidar com estas mudanças é necessário para o bem-estar da futura mamãe. Para as alterações posturais que acometem a gestante, as variações de exercícios do Método Pilates podem ser uma alternativa saudável e um alívio para a coluna.

Com o aumento do peso e da barriga ocorre uma mudança no centro de gravidade do corpo que é projetado para frente.  Ao longo dos nove meses de gestação aumentam as alterações nas curvaturas da coluna, o que pode gerar dor e desconforto. A prática de exercícios como o Pilates pode ajudar, fortalecendo e alongando as musculaturas que sustentam a coluna, principalmente da região lombar, o que trará conforto e qualidade de vida a gestante.

Um estudo feito pela fisioterapeuta Cristina Aparecida Neves Machado mostrou que 56% das mulheres grávidas de uma amostra de 200 mulheres sofreram de lombalgia durante a gravidez, sendo o quinto e o sétimo mês o período mais crítico de dor.

No Pilates o foco dos exercícios é a coluna. As musculaturas que a sustentam; como transverso do abdômen, lombar e assoalho pélvico; são trabalhados e alongados de acordo com a necessidade que cada corpo apresenta.

Mais alongamento para alguns músculos, mais fortalecimento para outros, gerando assim, um equilíbrio muscular e articular, protegendo a coluna e dando suporte para o restante do corpo.

Em 1987, Fast et al. já havia mencionado a relação entre músculos do tronco fortes e níveis menores de dor nas costas.

Os exercícios com foco no aumento de força nos braço, darão à futura mamãe melhores condições de carregar seu filho no colo. Os exercícios de pernas trarão o benefício de diminuir e/ou evitar dores articulares e inchaços que podem aparecer em função do aumento de peso. No período pós-parto, a prática dos exercícios de Pilates pode facilitar o retorno mais rápido do abdômen e diminuir a flacidez característica deste período.

Estudos mostram que mulheres sedentárias apresentam um considerável declínio do condicionamento físico durante a gravidez e há um consenso geral na literatura científica de que a manutenção de exercícios de intensidade moderada durante uma gravidez não-complicada proporciona inúmeros benefícios para a saúde da mulher (Lima et al., 2005).

É interessante que a mulher comece a praticar Pilates antes mesmo de engravidar, dando continuidade à atividade e percebendo a adaptação dos exercícios de acordo com o trimestre gestacional. Se a mulher já estiver grávida, o recomendado é que se comece a atividade após o terceiro mês de gestação. Mas se ela já é praticante, poderá dar continuidade à atividade, desde que tenha a liberação de seu médico.

É indispensável que exista um acompanhamento médico durante todo o período gestacional e que o instrutor de Pilates esteja ciente das orientações e restrições para dar mais segurança às práticas da futura mamãe.


Referências:

Fast A, Shapiro D, Ducommun EJ, Friedmann LW, Bouklas T, Floman Y. Low back pain in pregnancy. Spine 1987;12:368-71.
Lima, F.; Oliveira N. Gravidez e Exercício. Rev Bras Reumatol, v. 45, n. 3, p. 188-90, mai./jun., 2005

Serviço:

Younic Pilates – Rua Santa Catarina, 65 (Proximo a Av.Republica Argentina)
Sala 202A. Edificio Spatium Laboris . Agua Verde
Telefones: (41) 9614-9879, 9936-4005, 3082-1455
younicpilates@gmail.com
Veja onde mais você pode nos encontrar:

Formada em Educação Física pela UEL. Pós Graduada em Gestão de Pessoas. Uma das fundadoras do Younic Pilates, é Instrutora de Pilates e Personal Trainer.

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

2 Responses


  1. Karina on 03 out 2011

    Obrigada Tati!! Fico feliz que tenha gostado!! Um beijão. =) Karina.

  2. TATIANA on 27 set 2011

    Olá, fiz o curso de pilates de solo com vc em fevereiro. Parabéns pelo artigo, mto direto e claro….


Deixe seu comentario