O clima na hora da corrida estava agradável para correr: nem frio nem calor demais. A largada da prova foi às 07h30min. Ao lado do Marco Rodrigues da corredores de rua, o nosso pace era de 6’30’’ para prova de 10km que consistia em duas voltas de 5km.

Logo na largada teve uma subida de aproximadamente 1200m na Rua Inácio Lustosa que era  tranquila mais continuava depois passava debaixo da trincheira e mais uma subida de 100m na Visconde do Rio Branco – agora um pouco mais íngreme, essas eram as subidas mais fortes.

O resto do percurso consistia em subidas curtas e suaves, retas e bastante descida. A primeira volta foi completada em 30’58’’ abaixo do pace estabelecido que era de 32’30’’ na segunda volta foi mais difícil a as subidas pois já estava cansada e por já saber o percurso a manter o pace nas subidas pois sabia que logo viria o descanso nas retas e descidas e manteria o pace tranquilamente, quando entramos na Av. Cândido de Abreu era a reta final estavamos abaixo do pace de 6’30’’ e completamos a prova em 01h03min23seg, muitas pessoas que largaram ao nosso lado para esse ritmo chegaram bem antes que nós, pois as descidas que tinham depois do 2 km deram essa vantagem a elas.

Foi uma experiência diferente ser pacer da corrida, pois correr 10 km é tranquilo a velocidade oscila durante a corrida e consequentemente o pace aumenta e diminui, mas correr controlando o pace exato, eu nunca tinha feito.

Obrigada.

Bruna Camargo
Equipe Exercite-se.com

Acadêmica de Educação Física Bacharelado em Unibrasil. Participa de competições de Corrida de Rua e Powerlifting. Campeã Paranaense de Powerlifting - Categoria Junior 2011.

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

3 Responses


  1. fernando on 21 ago 2011

    olá, desculpa invadir sua página, mas, estou começando agora nas corridas, e estou interessado em saber como funciona essas corrida estabelecidas por paces, ex: asics golden

  2. Greiciely Lopes on 25 jul 2011

    A Bruna (assim como outros pacers) estava utilizando um Garmin, o que facilitava no controle da velocidade. Sendo assim, Patrícia, não precisa ficar assustada!

  3. patricia on 25 jul 2011

    Parabens, Bruna. É uma experiência bacana mesmo. Mas ao mesmo tempo me assusta saber que a organização pega alguém que nunca correu controlando seus Km por Km para ser pacer, sabendo que muitos correrão ao seu lado acreditando estar no ritmo correto.


Deixe seu comentario