Depoimento de Cristian Vigorena sobre a Maratona de Curitiba

Por que resolveu correr a Maratona?
Moro faz 4 anos no Brasil, e faz 4 anos que sou corredor, sempre corri sozinho, procurando informação na internet, etc. Queria correr a maratona de Curitiba 2009, mas tinha uma viagem de trabalho para o mesmo dia, então resolvi que seria 2010. No começo de ano uma fascite me deixou 3 meses sem treinar, mas no dia da maratona de São Paulo, resolvi encarar Curitiba.

Como foi o seu treinamento antes da Maratona?
5 meses de duros treinos, longões, força, velocidade, até melhorei meu tempo nos 10 km.

Qual era a sua expectativa em relação a Maratona?
Era terminar a prova para 3 horas e 30 minutos.

Cristian e Jamir na Maratona de Curitiba

Cristian e Jamir na Maratona de Curitiba

Como foi  sua preparação no dia anterior e no dia da Maratona?
Bebi muita água, comi bastante macarrão e di um trote de 20 minutos só para alongar

Descreva todas as etapas do percurso (largada, primeiros km, 10 km 15 km 20 km, 25 km 30 km, 35 km 40 km, chuva) descreva o apoio recebido durante o percurso (pace e suplementação)
Bom achei meu amigo Jamir da Servopa na largada e decidimos ir juntos para tentar manter o pace de 5’/km. Começamos ótimo, até o km 21 tinhamos feito 1 hora e 43 minutos, de ai veio o pior, avistei os gloriosos escoteiros, pensei é água… peguei meu carbo gel… não era água, era o 1º posto de isotônico… tome quase ¼ da garrafinha… pasei mal, vontade de vomitar na hora… o Jamir me esperou e recuperei um pouco, no km 23 o Jamir começou a diminuir e tentei esperar ele… ele me empolgou para continuar no ritmo… consegui até o km 30… de ai na frente a barriga já não era a mesma… água não descia… a banana nem consegui comer… e no começo da subida da Marechal Floreano caminhei pela 1era vês… peguei o 2do isotônico e tentei continuar… de ai para frente nada foi igual… a dor da barriga se foi para as pernas, e tive que caminhar mais e mais… muita dor…

Descreva os ultimos 500 m da chegada desde quando avistou o portal até cruzar a linha de chegada, a retirada do chip, o local da massagem)
Dor… muita dor… cruzar a meta foi o melhor desse dia… 4 horas 5 minutos… mal retirei o chip, minha esposa me chamou…meu sogro correu os 10 km como sempre, mas acredito que o sol esperando minha chegada afetou ele, os batimentos estavam em 48 e com as poucas forças que tinha, levei ele no carro e dirigi com pernas moles ate o hospital santa cruz… mal ele desceu com minha esposa do carro, caí na grama e vomitei tudo o que tinha direito… acho que fiquei ai deitado quase 1 hora ate que minha esposa me viu… chamou por telefone meu cunhado e tipo 13.00 hrs fui levado no ônix 24 horas, soro+glicosis+aspirina, efeito da fadiga e da insolação.

Descreva o seu dia após a Maratona até a hora de dormir (cansaço, dores, familiares)
Muita dor, nem fui trabalhar… recuperando depois de minha passagem pelo 24 horas.

Faça um comentário final de fechamento (valeu a pena / recomendaria?)
Valeu  muito a pena, recomendo! Mas não é para qualquer um!

Quais serão os seus próximos passos?
Continuar os treinos, tentar baixar os 40 minutos nos 10 km, preparar a volta da ilha e a maratona de Curitiba 2011.

“Na vida, as maiores lutas do homem são travadas na solidão. Assim também é nas corridas longas. E nestas, como na vida, o ato de participar é mais importante do que vencer, ainda que seja a ilusão da vitória que nos dê forças para continuar lutando.” (Emil Zátopek).

CORRER. MEU ESTILO DE VIDA.

Cristian Vigorena. Curitiba/PR
Twitter: @vigoctba

Você pode mandar seu depoimento para: exercite-se@hotmail.com que ele será publicado aqui!

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

Deixe seu comentario