As corridas de rua crescem a cada ano significativamente no Brasil, todas buscando um objetivo: completar a prova, superar seus limites, busca da saúde e bem-estar.

Antes de começar é necessário fazer uma avaliação com seu médico (eletrocardiograma / teste ergométrico) para verificar as condições de saúde e podendo assim verificar as respostas fisiológicas ao esforço máximo. É importante que repita essa avaliação regularmente para acompanhar o desempenho.

O profissional de educação física poderá realizar uma avaliação da composição corporal (percentual de gordura / massa muscular), avaliação de força / flexibilidade, entre outras avaliações que serão importantes para acompanhar o a progressão do treinamento. É ele quem montará sua periodização do treinamento, focando o que seja mais adequado de acordo com o resultado destas avaliações e de acordo com os seus objetivos.

Faça um exame de baropodometria com um fisioterapeuta para saber qual é o seu tipo de pisada para que possa comprar o tênis que seja mais adequado evitando assim os riscos de lesões.

Procure um nutricionista para auxiliá-lo num programa de reeducação alimentar, mudanças de hábitos alimentares se adequando a um melhor estilo de vida.

Respeite seus limites, excessos de treinamento ou de forma inadequada podem acabar ocasionando sérias lesões e o afastando das corridas, por isso lembre-se o descanso é muito importante. Preocupe-se em descansar e ter uma boa noite de sono antes da prova.

Para evitar a desidratação é importante que ingira líquidos de 20-30 minutos de exercício, lembre-se que estar com sede não é um indicativo que está se desidratando.

É de extrema importância que você utilize no dia da prova: tênis adequado, roupas leves, boné para minimizar a agressão solar no rosto, óculos de sol, protetor solar e um frequencímetro para controlar sua freqüência cardíaca.

Faça alongamentos antes e depois da
caminhada ou corrida tendo uma duração de 10-30 segundos em cada posição, focando principalmente as musculaturas mais solicitadas durante a atividade que são: Panturrilha (sóleo e gastrocnêmio), ísquios-tibiais (posterior de coxa), glúteos, adutores, quadríceps, músculos da região lombar e abdômen.

A musculação é importante para o ganho de força e resistência muscular que são valências físicas muito utilizadas durante a corrida, fortalecimento dos músculos, ossos, ligamentos e tendões.

Para os iniciantes nas provas de caminhada ou corrida, o mais indicado é que seu treinamento seja aumentado à intensidade gradativamente, ou seja, começar com caminhadas mais rápidas e depois começar a intervalar corridas, pois o seu corpo não está acostumado aos impactos, sempre começar com provas de caminhada como, por exemplo, as provas cinco quilômetros e depois as corridas.

Acadêmica de Educação Física Bacharelado em Unibrasil. Participa de competições de Corrida de Rua e Powerlifting. Campeã Paranaense de Powerlifting - Categoria Junior 2011.

Deixe seu Comentário

Powered by Facebook Comments

Deixe seu comentario